As mil e uma faces da área de desenvolvimento

Photo by Roman Synkevych on Unsplash

Quatro amigos vão a um bar, relembrar os velhos tempos de faculdade, quando faziam ciência da computação.

Ao chegar lá, começam a trocar experiência dos trabalhos que estavam executando no momento, todos os 3, formados e trabalhando como desenvolvedores web.

Pessoa 1: Estou trabalhando em um projeto para um dos maiores supermercados na região, utilizando tecnologias muito requeridas no mercado de trabalho e também com certeza de ponta. Todo o site estamos usando php na parte administrativa e wordpress na parte institucional.

Pessoa 2: Também estou desenvolvendo em uma das tecnologias mais utilizadas pelo mercado, estou trabalhando em uma empresa de consultoria multinacional, utilizamos Java em um dos projetos e C# com Blazor no outro.

Pessoa 3: Estranho, trabalho em um dos unicórnios brasileiros e também utilizamos as melhores tecnologias. Ontem mesmo estava finalizando um aplicativo em flutter, com o backend em NodeJS e Elixir.

A área de tecnologia é uma das mais vastas e diversas que já existiram. Quando pensamos em tech, podemos percorrer um caminho vindo desde eletrônica, passando por desenvolvimento de software e chegando até a criação de carros elétricos e foguetes espaciais. Abrindo, então, para diversas interpretações baseadas no contexto que você está inserido no momento.

Pensando na área de desenvolvimento, que é a que possuo mais experiência, também é vasta o suficiente para termos diversas formas diferentes de resolvermos os mesmos problemas, muitas vezes até criando outros, e como ilustrado na história anterior, coisas como: melhores tecnologias e qual tecnológica mais utilizada pelo mercado partem do princípio do contexto em que você, seu mercado e sua empresa estão inseridos.

Comecei a pensar mais sobre quando, após trabalhar em uma empresa de consultoria de software focada em projetos críticos de multinacionais, comecei a buscar alguns freelances para garantir uma renda extra já que, havia recém me casado e com toda certeza tinha muitas contas para pagar.

Então ok, fui ao primeiro site que conhecia para conseguir esse tipo de trabalho e comecei a ir de página em página procurando o que mais se adequa a mim e as minhas “enormes e incríveis habilidades em criar sistemas extremamente complexos”, até que me vi na 20° página sem encontrar um trabalho sequer que se adequa ao que eu encarava como boas habilidades, apenas trabalhos referentes ao wordpress, php e criação de landing pages.

Ok, passando a desilusão e a frustração de não conseguir encontrar absolutamente nada, comecei a pensar no porque isso estava acontecendo, já que, eu tinha certeza que eu conhecia tecnologias alinhadas com o mercado, na época sendo Angular 4 e NodeJS.

Comecei a reparar então que meu conhecimento, era absurdamente “nichado” para o tipo de solução que eu entregava durante o meu trabalho em minha empresa atual, e que, para eu conseguir conquistar alguns jobs como freelancer, eu precisaria me adequar a esse outro tipo de mercado.

Foi a partir dessa reflexão que comecei a endereçar meus estudos principalmente ao tipo de oportunidade que eu gostaria de encontrar, não adiantaria nada eu focar em aprender Flutter e Elixir para uma vaga em uma multinacional centenária.

Com toda certeza essa situação há exceções, porém, no geral o tipo de mercado que você está inserido vai ditar as tecnologias que você vai precisar obter conhecimento. Sendo assim não havendo tecnologia correta, nem melhores e piores, mas sim o que se adequa mais as soluções propostas em seus respectivos mercados e também nas diretrizes mais aceitas pelas comunidades dos mesmos, por que no final, tudo se trata mesmo da vastidão de possibilidades que essa área nos entrega.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store